Breve Histórico da vida do casal

1908 Em 21 de Fevereiro, nasce Vilarino José de Andrade (que será o pai de Aidyl Mota), em Ubatã Bahia.

1909

1910 Nasce Alina Brandão Souza (que será a mãe de Aidyl Mota) em Santa Inês Bahia. Filha de Simeão Souza Brandão e Dorotéia Souza Brandão.

1911

1912

1913

1914

1915

1916

1917

1918

1919

1920

1921

1922

1923

1924

1925

1926

1927

1928

1929

1930

1931

1932

1933

1934 Vilarino e Alina Andrade se casam em Santa Inês Bahia, e foram morar numa roça deles, no mesmo Município, na região deonominada Água Branca; para cultivar milho, café, mandioca, banana, criar galinhas, porcos, algumas vaquinhas para o leite e animais de serviço.

1935 Em 18 de Junho nasce Aidyl Andrade Brandão, filha de Vilarino e Alina, no hospital em Olhos de Água (Cravolândia), Município de Santa Inês Bahia. Nascida, voltaram para a roça em Santa Inês.

19
36 (5Jun) Nasce Livino Mota em Algodão, município de Tesoura (Ibirataia) pequena cidade na Bahia; filho de Feliano (lavrador) e Donária (dona de casa) Mota, irmão de Tida (Maria), Corina, Laurentino, Juvenal, Otaviano. A mãe logo que deu a luz, adoeceu, que não pode nem cuidar do filho, tendo necessidade de ser alimentado com café em lugar do leite materno.

1937 Morre Donária Mota, deixando Livino com 1 ano de idade que passou a ser cuidado pela irmã Tida. No mesmo ano, Feliciano casou com uma mulher (também lavradora). Livino continuou sendo alimentado com café em lugar de leite, já que não encontrava para comprar.

1938

1939

1940 Aidyl Andrade começa a cursar o Primário, na escola pública de Dona Alice, longe da roça da família, mas na mesma região de Água Branca.

1941 Morre a segunda esposa de Feliciano Mota, madrasta de Livino. Feliciano, o pai, casa-se de novo.

1942

1943 Morre a terceira esposa de Feliciano Mota, madrasta de Livino. Feliciano casa-se com Joana. Com 8 anos, Aidyl e as irmãs Adenil e Aredi, foram morar e estudar em Jaguaquara, com companhia parcial da mãe. Estudavam no Colégio Taylor Egídio.

1944 Livino Mota, com 7 anos, chega com sua família na pequena cidade de Guarani (Ibicuí) na Bahia; Feliciano, o pai, comprou uma fazendinha (Boa Esperança), terra fértil, num lugar chamado Bambu, a 5Km da cidade; a família passa a freqüentar a Igreja Batista Sempre Viva na cidade, com o Pr. Magno Pinheiro de Matos, e o Vice-moderador, o veterano José Veiga.

1945

1946 Livino Mota, com quase 10 anos, é batizado pelo Pr. Magno Pinheiro de Matos, na Igreja Batista Sempre Viva.

1947 Livino Mota, com 10 anos, orientado e sustentado financeiramente (vendendo lenha na cidade para pagar estudos, livros, alimento, roupa e sapato) por Tida, sua irmã mais velha, vai para a escola, na roça, com a professora Mariquinha Moraes, saindo de casa 7 h, e voltando 17h. Nesta época já dá excelente testemunho de vida cristã.

1948 Tida para ajudar o sustento da família, prejudicava sua saúde tirando taboa, no rio da região, para vender na cidade.

1949 Com 14 anos, Aidyl Andrade tem fortes contatos com Marieta Borges Costa, comerciante na cidade, e suas filhas, estudantes no Colégio Taylor Egídio e atuantes na Igreja Batista em Jaguaquara.

1950 Livino Mota
com 13 anos, sai da escola de Mariquinha, deixando de estudar, por não poder continuar pagando os estudos.

1951 Livino Mota, com 14 anos, vai morar em Guarani (Ibicuí); aluga um quarto para fazer comida a noite, e 7h ir para a oficina de alfaiate, para aprender o ofício. A família toda continuou na fazenda Boa Esperança.


1952 Tida, na fazenda Boa Esperança, estava tendo momentos difíceis com sua saúde.

1953 Tida foi se tratar em Itabuna, pois vivia com problemas de saúde, dor de cabeça intensa e reumatismo. Chegando na cidade, veio morar algum tempo na casa de uma conhecida. Freqüentando a Primeira Igreja Batista de Itabuna, encontrou um viúvo, João da Cruz, funcionário da Estrada de Ferro que passava pela cidade, que gostou muito dela, e logo se casou. Aidyl Andrade, com 18 anos, em Jaguaquara com as irmãs e com a presença mais acídua da mãe, está encerrando o seu curso ginasial no Colégio Taylor Egídio. Em Dezembro, Vilarino, o pai de Aidyl, morre e Marieta Borges Costa dá todo apoio à família em Jaguaquara.


1954 Livino Mota, com 17 anos, já sabendo a profissão de alfaiate, a convite de Tida, deixa Guarani (Ibicuí) e vai para Itabuna na Bahia, morar com ela. O restante da família continuou em Guarani (Ibicuí), na fazenda Boa Esperança. Chegando, LIvino foi trabalhar de alfaiate com Alexandre, na rua Rui Barbosa. Marieta Borges e família deixa Jaguaquara Bahia e vem morar e abrir loja em Itabuna, Loja Vitória, de calçados femininos.

1955 Livino Mota, com 18 anos ingressa (número 85) no “Tiro de Guerra 126” em Itabuna. Profissionalmente, Livino deixou a oficina de Alexandre e foi trabalhar com o alfaiate Aurélio, na Av. Cinqüentenária (hoje Insinuante). Aidyl Andrade, com 20 anos, convidada pelo Pastor da Igreja Batista em Rui Barbosa, vai para aquela cidade ensinar na escola da igreja.

1956 Livino Mota, com 19 anos, membro da Igreja Batista Sempre Viva, em Guarani (Ibicuí), freqüentador da Primeira Igreja Batista com sua irmã Tida, em Junho, conhece, vinda de Rui Barbosa (em Fevereiro), convidada por um tio, morando com a tia Eunice Brandão, Aidyl Andrade Brandão, da Igreja Batista Teosópolis (desde Março quando foi fundada), moça bela, inteligente, trabalhadora na (loja Vitória, na Av.Cinquentenária), boa família, com quem inicia um nomoro. Em Julho Aidyl fez o teste nos Supermercados Messias e passou, e começou a trabalhar.

1957 Aidyl Andrade em Itabuna, morando numa casinha que alugou no bairro do Cajueiro (Fátima), está estudando, trabalhando, namorando e preparando para seu casamento. Neste ano, Areci Andrade, irmã de Aidyl, deixa Jaguaquara e a família, e vem morar em Itabuna, e começa a trabalhar numa loja de confecções.


1958 No princípio do ano, Alina e as filhas, Adenil e Areni, deixaj Jaguaquara e vem morar em Itabuna no Bairro Cajueiro (Fátima) na rua São José. Aredi permaneceu interna do Colégio Taylor Egídio em Jaguaquara, cursndo o Magistério. Livino e Aidyl se casaram em Setembro; ela trabalhando em Messias e ele trabalhava no alfaiate Alberides; foram morar na rua dos Eucaliptos, casa de aluguel. No mesmo dia do casamento de LIvino e Aidyl, casa-se Adenil Andrade com José Sardinha, viúvo com muitos filhos e logo foram morar em Olhos de Água (Cravolândia).

1959 No meio do ano, Livino e Aidyl Mota compram sua casinha, na rua Catucicaba, 274, perto de Dona Celice, e Dona Alcina, e Durval, sua mãe Vitalina das bulachinhas e a esposa Valdelice (Guga). Em Setembro, nasce o primeiro filho de Livino e Aidyl Mota, Jônatas David em Itabuna BA, no Hospital Manoel Novaes. Com o nascimento do filho, ela deixou Messias e foi criar o filho e estudar. Livino deixou Alberides, e foi trabalhar em Messias como empacotador em supermercado, onde passou pouco tempo. Deixando Messias, foi vender carvão e laranja.

1960 Grávida, passando dificuldades, querendo trabalhar, o marido não deixando, Areni, irmã de Aidyl, dá um pano para roupa de grávida. Em Agosto, nasce Aliene Brandão Mota, filha de Livino e Aidyl Mota. Ela sem trabalhar, e ele sendo Camelô nas feiras vendendo sandálias e guardando dinheiro para comprar a mercadoria de um motorista da São Geraldo por um preço melhor.

1961 Aidyl vai a Messias, pede, e volta a trabalhar na empresa. Com uma menina para cuidar das crianças, os dois passam a trabalhar, ela em Messias, e ele Camelô. Aredi Andrade termina seu curso de Magistério em Jaguaquara e vai ensinar pelo Estado, em Rio do Braço, Município de Santa Inês. LIvino Mota, com dinheiro guardado, foi fazer compras de sandálias em São Paulo, onde nunca havia ido. Em São Paulo passou 6 meses trabalhando como alfaiate na Garbo, fabricante de roupas masculinas; também vendeu eletrodoméstico na Ultralar, fazendo visitas de casa em casa; perdeu muito tempo procurando as fábricas de sandálias, e trouxe a Itabuna, procurou o preço da concorrência, vendeu a preço menor, passando todo o estoque na feira. Passou a voltar a São Paulo duas vezes por mês, para fazer compras.

1962 (Out)nasce Isabel Cristina Nogueira em Corrente do PI. Aredi Andrade, irmã de Aidyl Andrade, casa-se com Antônio Braga, comerciário, em Santa Inês. Livino Mota continua comprando sandálias nas fábricas em São Paulo, abrindo uma barraca na feira.

1963 Aredi Andrade, irmã de Aidyl Andrade deixa o Rio do Braço e veio para a sede do Município de Santa Inês. Areci Andrade, irmã de Aidyl Andrade, casa-se em Itabuna, com Aderbal Belmiro de Matos, funcionário do Banco do Brasil. LIvino Mota na barraca, vende sandálias e sapatos de plástico.

1964 Areni Andrade, irmã de Aidyl Andrade, casa-se com Domingos Neves, fazendeiro. Livino Mota adquire um ponto comercial na Av. Inácio Tosta, e passa a vender confecções de homem e mulher, vizinho a Joaquim Sertório.

1965 Aredi Andrade, com problemas de saúde, é trazida pelas irmãs e mãe, para Itabuna, onde conseguiu transferência no Estado, de Santa Inês para Itabuna, no Instituto Teosópolis; com seu marido Antônio Braga vindo depois, no final do ano, para trabalhar na Ceplac, com ajudas de Aderbal Matos, esposo de Areci Andrade.

1966 Aidyl Mota, mesmo trabalhando em Messias, é nomeada pelo Estado, com 20 horas, e como não tinha classe para reger, alugou uma salinha na rua do Prado, bairro da Conceição, conseguiu alunos e móveis, com ajuda importante do Pastor da Igreja Batista Teosópolis, Pr.Apolônio Brito.

1967 Aidyl Mota, trabalhando em Messias no turno da noite, mudou de endereço da escola isolada, para a rua Catucicaba, bairro da Conceição, por 6 meses, quando foi transferida para o Instituto Teosópolis, escola agrupada. Com 7 anos, Jônatas David começa a estudar (1º ano) com a mãe na escola isolada. Livino Mota, estando em São Paulo, fazendo compras, sofreu incêndio em sua loja na Av. Inácio Tosta Filho, quando muito do estoque foi queimado, Erondina Santos Couto, funcionária de confiança, avisou que um amigo que ela não perguntou o nome, pegou as mercadorias que não queimaram, camisas Guararapes e outras, para guardar de não serem roubadas, mas nunca veio devolver. Assim, trouxe de São Paulo o dobro do que haveria de comprar; e passou a vender, durante a semana, dentro da loja destruída, numa rural marrom aberta. Neste mesmo ano, Livino Mota conseguiu abrir uma loja no centro da cidade, na Av. Cinqüentenária, 459; por não ter muita mercadoria, muita caixa vazia foi colocada nas pratileiras cobertas por camisas abertas à mostra.

1968 Aidyl Andrade Brandão Mota, deixa de trabalhar em Messias, e ingressa totalmente no magistério, 40 horas no Instituto Teosópolis, com direção e regência; Jônatas David (9 anos/ 2º ano) inicia seus estudos no mesmo colégio.

1969

1970

1971

1972 Jônatas David, com 12 anos, inicia o Ginásio (5ª série) no Colégio Neiva Samara

1973 Livino Mota e família, deixa a Catucicaba 274, Bairro da Conceição, e vai morar na Cidade Jardim (Zildolândia)

1974

1975

1976 Jônatas David, com 16 anos, inicia o Científico no Colégio Divina Providência, de Da. LIndaura Brandão

1977

1978

1979 (Fev)o filho Jônatas David vai para o Seminário Teológico em Recife PE

1980

1981

1982 (Jul)o filho Jônatas David assume, como Seminarista, a liderança espiritual da Igreja Batista do Barro em Recifie PE, (Dez)o filho Jônatas David se casa com Isabel Cristina Nogueira em Recife PE

1983

1984 (Dez)nasce o neto, Jônathas David, filho de Jônatas e Cristina em Recife PE

1985 (Abr)o filho Jônatas David é ordenado ao Ministério Pastoral em concílio realizado pela Igreja Batista Teosópolis a pedido da Igreja Batista do Barro em Recife PE

1986

1987 Em 25 de Abril, o filho Jônatas David, que deixou o pastorado da Igreja Batista do Barro em Recife PE, assume o pastorado da Igreja Batista de Iguaí BA, (Mar)nasce o neto Matheus Levi, filho de Jônatas e Cristina em Corrente PI

1988 Em 6 de Agosto, os pais de Cristina Mota, esposa de Jônatas David, Josué e Noemi Nogueira, visitam Livino e Aidyl Mota.

1989

1990

1991

1992(Mar)o filho Jônatas David que deixou o pastorado da Igreja Batista de Iguaí BA, assume o pastorado da Igreja Batista Central em Teixeira de Freitas BA.

1993

1994

1995 (Ago)nasce o neto Jozhué Beni, filho de Jônatas e Cristina em Teixeira de Freitas BA

1996

1997

1998

1999

2000

2001

2002 (Mar)o filho Jônatas David completa 10 anos de pastorado na Igreja Batista Central em Teixeira de Freitas BA com grande festa.

2003

2004

2005

2006

2007 (Mar)o filho Jônatas David completa 15 anos de pastorado na Igreja Batista Central em Teixeira de Freitas com grande festa.

2008

2009

2010